Dívida direta do Estado cai 1,3% em novembro com reembolso ao FMI - IGCP

A dívida direta do Estado desceu 1,3% em novembro, face ao mês anterior, fixando-se em 238.515 milhões de euros

A dívida direta do Estado desceu 1,3% em novembro, face ao mês anterior, fixando-se em 238.515 milhões de euros, a beneficiar do reembolso antecipado do empréstimo do Fundo Monetário Internacional, num montante equivalente a 2.759 milhões de euros, anunciou o IGCP-Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.