Desempenho do PIB indicia boa perspetiva de crescimento futuro

O ministro das Finanças, Mário Centeno, congratulou-se hoje com o crescimento de 2,8% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre deste ano em termos homólogos, acrescentando que indicia uma boa perspetiva de crescimento futuro.

Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), hoje divulgados, "renovam o ritmo" do crescimento da economia, com o PIB no "nível máximo da última década", afirmou o governante em declarações aos jornalistas, no Ministério das Finanças, em Lisboa.

"A nossa economia cresce pelo 15.º trimestre consecutivo", disse Mário Centeno, destacando que este crescimento foi "acima do crescimento da União Europeia".

O INE anunciou hoje que a economia portuguesa voltou a crescer 2,8% no segundo trimestre de 2017 face ao mesmo período do ano passado e, comparando com o trimestre anterior, cresceu 0,2%.

De acordo com a estimativa rápida das contas nacionais trimestrais relativas ao período entre abril e junho, o PIB aumentou 2,8% homólogos em volume, uma variação idêntica à registada no trimestre anterior.

A economia portuguesa mantém assim, pelo segundo trimestre consecutivo, o desempenho trimestral homólogo mais positivo dos últimos 10 anos, que iguala o crescimento verificado no último trimestre de 2007, período em que a economia portuguesa cresceu também 2,8%.

Os dados hoje divulgados pelo INE ficam abaixo das estimativas dos analistas contactados anteriormente pela agência Lusa, uma vez que estes antecipavam, em média, que no segundo trimestre a economia portuguesa tivesse crescido 3% em termos homólogos e 0,4% em cadeia.

O Governo espera um crescimento do PIB de 1,8% este ano.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.

Premium

Diário de Notícias

A ditadura em Espanha

A manchete deste dia 19 de setembro de 1923 fazia-se de notícias do país vizinho: a ditadura em Espanha. "Primo de Rivera propõe-se governar três meses", noticiava o DN, acrescentando que, "findo esse prazo, verá se a opinião pública o anima a organizar ministério constitucional". Explicava este jornal então que "o partido conservador condena o movimento e protesta contra as acusações que lhe são feitas pelo ditador".