David Neeleman diz que Portugal precisa de "mais aeroportos e pistas"

"Há muita gente que quer conhecer Portugal, mas quando chegam cá não podem esperar duas horas na fila para conhecer o país ou uma hora para apanhar o táxi", explicou

O empresário David Neeleman, que integra o consórcio Atlantic Gateway, gestora da TAP, defendeu hoje, em Lisboa, que Portugal precisa de "mais aeroportos, pistas e tudo o que facilite a visita ao país".

O responsável, que falava aos jornalistas à margem do Gen Summit, adiantou que a TAP está a ser renovada com novas aeronaves e tecnologias, salientando que são necessárias infraestruturas que acompanhem esta modernização.

"Há muita gente que quer conhecer Portugal, mas quando chegam cá não podem esperar duas horas na fila para conhecer o país ou uma hora para apanhar o táxi", vincou.

Segundo David Neelman, o Aeroporto Humberto Delgado "tem salas vazias", mas "não tem disponibilidade para trazer mais pessoas".

"Portugal tem de reconhecer que tem que mudar e abrir as portas para mais pessoas poderem visitar o nosso país", acrescentou.

O membro do Atlantic Gateway, que detém 45% do grupo TAP SGPS, disse ainda que a solução passa por um acordo conjunto entre o Governo, a ANA- Aeroportos de Portugal e até mesmo com os hotéis.

"Não somos o primeiro país do mundo a enfrentar estes desafios", mas "se o crescimento para não é bom para o Governo nem é bom para a ANA. É tempo para ter ação. O aeroporto de Lisboa é o menos pontual da Europa", concluiu.

O ciclo de conferências Gen Summit -- Editors Network prossegue até sexta-feira no Pátio da Galé, em Lisboa.

Ler mais

Exclusivos