Contrafação de tabaco disparou 109% em Portugal

Há mais cigarros ilegais à venda e Estado perdeu em 2015 o equivalente a 35 milhões de euros em receitas fiscais.

A venda e consumo de tabaco ilegal mais do que duplicou entre 2014 e 2015 e uma parte significativa desta subida foi justificada pelo agravamento da carga fiscal que tem visado a generalidade dos produtos e de forma mais particular os cigarros e tabaco de enrolar.