Conselho de Ministros aprova IVA a 6% na luz. Não há data para chegar às faturas

Mais de três milhões de consumidores vão sentir uma poupança na fatura na ordem dos 6%, dizem as Finanças. Redução não vai além dos 10 euros por ano.

O sim de Bruxelas já chegou há quase duas semanas. Desde 12 de abril que Portugal tem sinal verde do Comité de IVA da Comissão Europeia para baixar a taxa de IVA que diz respeito apenas ao termo fixo (potência contratada) na fatura da eletricidade, de um máximo de 23% para um mínimo de 6%, apurou o Dinheiro Vivo.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos