Concessão das barragens à EDP "não salvaguardou o interesse público"

Orlando Borges afirmou que Manuel Pinho não salvaguardou o interesse público.

O antigo presidente do extinto Instituto Nacional da Água Orlando Borges afirmou esta quarta-feira no parlamento que o ministro da Economia Manuel Pinho, que liderou o processo de extensão das concessões das barragens à EDP, não salvaguardou o interesse público.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos