Centeno espera concluir venda do Novo Banco "nas próximas semanas"

Ministro das Finanças não quis avançar uma data

O ministro das Finanças, Mário Centeno, disse hoje esperar que o processo de venda do Novo Banco esteja concluído "nas próximas semanas".

O governante falava em Lisboa durante uma conferência de imprensa conjunta com o ministro das Finanças francês, Michel Sapin, em que abordaram o tema do futuro da União Europeia.

Questionado pelos jornalistas sobre o Novo Banco - cuja venda à Lone Star o jornal Público titula hoje que "já só espera pela decisão do BCE [Banco Central Europeu], sendo o dia 17 o "prazo desejado para fechar a operação" - Centeno adiantou apenas que "a expectativa é que o processo decorra nas próximas semanas".

"Mas não quero avançar uma data", acrescentou.

Na resposta aos jornalistas, o ministro destacou ainda que a condução e conclusão do processo "é de extrema importância".

Exclusivos

Premium

Crónica de Televisão

Os índices dos níveis da cadência da normalidade

À medida que o primeiro dia da crise energética se aproximava, várias dúvidas assaltavam o espírito de todos os portugueses. Os canais de notícias continuariam a ter meios para fazer directos em estações de serviço semidesertas? Os circuitos de distribuição de vox pop seriam afectados? A língua portuguesa resistiria ao ataque concertado de dezenas de repórteres exaustos - a misturar metáforas, mutilar lugares-comuns ou a começar cada frase com a palavra "efectivamente"?

Premium

Margarida Balseiro Lopes

O voluntariado

A voracidade das transformações que as sociedades têm sofrido nos últimos anos exigiu ao legislador que as fosse acompanhando por via de várias alterações profundas à respetiva legislação. Mas há áreas e matérias em que o legislador não o fez e o respetivo enquadramento legal está manifestamente desfasado da realidade atual. Uma dessas áreas é a do voluntariado. A lei publicada em 1998 é a mesma ao longo destes 20 anos, estando assim obsoleta perante a realidade atual.