Bancos centrais discutem injeção de liquidez no mercado em caso de 'Brexit'

Trata-se de um "mecanismo de urgência" acertado entre os bancos da Europa, Estados Unidos, e Japão caso o Reino Unido saia da União Europeia

Os bancos centrais da Europa, dos Estados Unidos e do Japão começaram a discutir uma ação concertada de injeção de liquidez em dólares no mercado, em caso de 'Brexit', informa hoje o diário japonês Nikkei.

O jornal, sem citar fontes, explica que Banco Central Europeu (BCE), Reserva Federal dos EUA (FED) e Banco do Japão (BoJ) poderão implementar um mecanismo de urgência para abastecer o mercado com dólares para evitar eventuais problemas no caso de os britânicos decidirem sair da União Europeia, no referendo a 23 de junho.

"Existe um mecanismo de 'swap' entre diversos bancos centrais, entre eles o do Japão. E neste quadro, procuramos, a cada semana, ter liquidez em dólares no mercado", disse à agências de notícias AFP um porta-voz do BoJ.

"O BoJ está em contacto estreito com os outros bancos centrais, não podemos dizer mais nada", acrescentou quando questionado sobre as consequências nos mercados de um eventual 'Brexit' (saída do Reino Unido da UE).

Sondagens reveladas nos últimos dias dão vantagem à opção pelo 'Brexit' no referendo britânico.

Perante esse cenário, "acesso facilitado a dólares ofereceria uma segurança para conter a incerteza se acontecer o pior", escreve o Nikkei.

A estratégia mais provável seria utilizar os mecanismos de 'swap' em doláres entre a Reserva Federal norte-americana e os bancos centrais do Japão, Canadá e da Europa, acrescenta o jornal.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Tempo de fugir de casa para regressar à terra

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.