Avaliação bancária das casas volta a subir para valor mais alto do último ano

Valor médio fixou-se em junho nos 1272 euros por metro quadrado. Algarve foi a região onde a avaliação bancária mais cresceu.

Em junho, o valor médio de avaliação bancária aumentou sete euros face ao mês anterior. O preço a que os bancos avaliam as casas para a concessão de crédito fixou-se nos 1272 euros por metro quadrado, de acordo com os números divulgados esta segunda-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

No que diz respeito aos apartamentos, o valor médio de avaliação bancária foi de 1353 euros por metro quadrado, sendo o Algarve a região com os preços mais elevados (1700 euros por metro quadrado). Comprar apartamento é mais barato no Alentejo, onde o valor médio de avaliação bancária se fixa nos 1069 euros por metro quadrado.

Nas moradias, a avaliação bancária subiu cinco euros para 1142 euros por metro quadrado. Os valores mais elevados são praticados no Algarve (1568 euros por metro quadrado) e na Área Metropolitana de Lisboa (1568 euros por metro quadrado. Abaixo dos mil euros por metro quadrado, estão as moradias na região Centro.

Fazendo a comparação ao período homólogo, o valor médio das avaliações subiu 7,8%, tendo o valor dos apartamentos e das moradias aumentado 9,3% e 6%, respetivamente. O maior crescimento verificou-se no Algarve, onde o valor do metro quadrado cresceu 11,2%.

Peça publicada originalmente em Dinheiro Vivo

Exclusivos

Premium

Betinho

"NBA? Havia campos que tinham baldes para os jogadores vomitarem"

Nasceu em Cabo Verde (a 2 de maio de 1985), país que deixou aos 16 anos para jogar basquetebol no Barreirense. O talento levou-o até bem perto da NBA, mas foi em Espanha, Andorra e Itália que fez carreira antes de regressar ao Benfica para "festejar no fim". Internacional português desde os Sub-20, disse adeus há seleção há apenas uns meses, para se concentrar na carreira. Tem 34 anos e quer jogar mais três ou quatro ao mais alto nível.