Santa Casa e "largas dezenas" de acionistas entram no Montepio "daqui a 15 dias"

Presidente da Associação Mutualista estima que até ao final do mês se concretize a entrada de "largas dezenas" de novos acionistas em 2% do capital do banco, incluindo a Santa Casa

Joana Petiz
© Paulo Spranger/Global Imagens

O presidente da Associação Mutualista Montepio, afirma que dentro de duas semanas deverá haver novidades acerca da entrada de novos acionistas no banco que é detido a 100% para Associação.

Em entrevista à TSF e Dinheiro Vivo, António Tomás Correia explica os contornos da entrada da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e outras instituições de cariz social no banco, através da compra de até 2% do capital do Montepio. E não serão poucas: "já temos largas dezenas de respostas positivas mas vamos ter muitas mais. Mutualidades, misericórdias, de diversas dimensões", garante.

Tomás Correia assegura ainda que o Montepio não está à venda e questionado sobre se nesta história a montanha não terá parido um rato, dada a entrada, quase simbólica, de novos acionistas que no conjunto vão deter apenas 2% do capital da Caixa Económica, garante que "as pessoas ligam muito ao dinheiro, mas que interessa é o projeto", afirma, questionando se Portugal quer ser "o único país da Europa sem um grupo forte da economia social?"

(Leia mais em TSF.pt)