Programa Interface: Vão chegar 25 milhões às empresas nos próximos meses

Nos próximos meses vão chegar às empresas 25 milhões de euros no âmbito do programa que quer acelerar a transferência de tecnologia para as empresas

Dinheiro VivoAna Laranjeiro

Um ano e meio depois do lançamento do programa Interface, que quer acelerar a transferência de tecnologia das universidades para as empresas nacionais, foram lançados três novos avisos, que visam apoiar as empresas num total de 25 milhões de euros. Este processo está aberto até ao final do ano e o dinheiro pode começar a chegar antes do final do ano.

Um dos avisos é para "projetos Demonstradores-Selo Excelência", que tem uma dotação de 13,25 milhões de euros. O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, explica este instrumento é destinado a empresas que querem pegar num processo de inovação, ou aplicar algo desenvolvido por um centro de transferência de tecnologia, para desenvolver um projeto de inovação ou de melhoramento da sua atividade e perceberem assim se essa tecnologia funciona.

Podem candidatar-se companhias que têm tido uma avaliação positiva do instrumento comunitário SME Instrument. "O que estamos a fazer é, no fundo, uma repescagem de projetos de empresas portuguesas que tenham tido esse selo de excelência - avaliados a nível europeu - e considerados bons mesmo que não tenham obtido financiamento. Aceitamos que o processo europeu é bem feito e o que vamos fazer é financiar esses projetos com apoio não reembolsável até um milhão de euros e com taxas máximas de incentivo a variar mediante as características da empresa".

Outro dos avisos é para "Vale Oportunidade de Investigação e Desenvolvimento", que tem um orçamento de 4,35 milhões de euros. "Os vales são, em geral, de montantes pequenos. São vales para financiar a identificação de respostas a problemas técnicos". O objetivo é permitir às firmas ter consultadoria ou pedirem análises ao seu produto, ou processo produtivo, "para terem pistas de como podem melhorar e depois concorrer a apoios" de outro género.

O programa Interface foi lançado em fevereiro do ano passado e tem uma duração de seis anos. Em fevereiro, o ministro da Economia avançava que deviam ser aprovados até ao fim de 2018 investimentos de mil milhões de euros no âmbito deste programa. No ano passado, totalizou 586 milhões de euros.

Ana Laranjeiro é jornalista do Dinheiro Vivo