Marcelo recebeu Altice, Prisa, Media Capital e Balsemão

A Altice, dona da PT Portugal chegou a acordo com a espanhola Prisa para a compra da dona da TVI. Negócio será de 440 milhões de euros

O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, recebeu esta manhã uma delegação das empresas Altice, Prisa e Media Capital, e ao início da tarde o presidente e o presidente executivo do grupo Impresa.

Segundo uma nota divulgada no portal da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa "recebeu hoje ao final da manhã uma delegação da Altice, Prisa e Media Capital", e "recebeu também ao início da tarde os drs. Francisco Pinto Balsemão e Francisco Pedro Balsemão".

A Altice, grupo que comprou há dois anos a PT Portugal, anunciou hoje que chegou a acordo com a espanhola Prisa para a compra da Media Capital, dona da TVI, entre outros meios, numa operação que a empresa espanhola avalia em 440 milhões de euros.

A ERC tem de se pronunciar sobre a operação quando for contactada pela Autoridade da Concorrência (AdC), antes desta última dar o seu parecer sobre o negócio. O parecer do regulador dos media é vinculativo.

Na conferência de imprensa em que anunciou o negócio o presidente executivo (CEO) da Altice, Michel Combes, disse que o grupo está "entusiasmado" com o negócio.

Questionado sobre se espera oposição política ao negócio, Michel Combes afirmou: "Não estamos aqui a fazer política, este é um forte projeto industrial para o país".

Na quarta-feira, no debate do Estado da nação, o primeiro-ministro António Costa manifestou-se muito apreensivo com a evolução da PT nas mãos da Altice.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

Islamofobia e cristianofobia

1. Não há dúvida de que a visita do Papa Francisco aos Emirados Árabes Unidos de 3 a 5 deste mês constituiu uma visita para a história, como aqui procurei mostrar na semana passada. O próprio Francisco caracterizou a sua viagem como "uma nova página no diálogo entre cristianismo e islão". É preciso ler e estudar o "Documento sobre a fraternidade humana", então assinado por ele e pelo grande imã de Al-Azhar. Também foi a primeira vez que um Papa celebrou missa para 150 mil cristãos na Península Arábica, berço do islão, num espaço público.

Premium

Adriano Moreira

Uma ameaça à cidadania

A conquista ocidental, que com ela procurou ocidentalizar o mundo em que agora crescem os emergentes que parecem desenhar-lhe o outono, do modelo democrático-liberal, no qual a cidadania implica o dever de votar, escolhendo entre propostas claras a que lhe parece mais adequada para servir o interesse comum, nacional e internacional, tem sofrido fragilidades que vão para além da reforma do sistema porque vão no sentido de o substituir. Não há muitas décadas, a última foi a da lembrança que deixou rasto na Segunda Guerra Mundial, pelo que a ameaça regressa a várias latitudes.