Marcelo recebeu Altice, Prisa, Media Capital e Balsemão

A Altice, dona da PT Portugal chegou a acordo com a espanhola Prisa para a compra da dona da TVI. Negócio será de 440 milhões de euros

O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, recebeu esta manhã uma delegação das empresas Altice, Prisa e Media Capital, e ao início da tarde o presidente e o presidente executivo do grupo Impresa.

Segundo uma nota divulgada no portal da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa "recebeu hoje ao final da manhã uma delegação da Altice, Prisa e Media Capital", e "recebeu também ao início da tarde os drs. Francisco Pinto Balsemão e Francisco Pedro Balsemão".

A Altice, grupo que comprou há dois anos a PT Portugal, anunciou hoje que chegou a acordo com a espanhola Prisa para a compra da Media Capital, dona da TVI, entre outros meios, numa operação que a empresa espanhola avalia em 440 milhões de euros.

A ERC tem de se pronunciar sobre a operação quando for contactada pela Autoridade da Concorrência (AdC), antes desta última dar o seu parecer sobre o negócio. O parecer do regulador dos media é vinculativo.

Na conferência de imprensa em que anunciou o negócio o presidente executivo (CEO) da Altice, Michel Combes, disse que o grupo está "entusiasmado" com o negócio.

Questionado sobre se espera oposição política ao negócio, Michel Combes afirmou: "Não estamos aqui a fazer política, este é um forte projeto industrial para o país".

Na quarta-feira, no debate do Estado da nação, o primeiro-ministro António Costa manifestou-se muito apreensivo com a evolução da PT nas mãos da Altice.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.