Altice liga seis concelhos da serra da Estrela por fibra ótica

Maciço central alvo de investimento inédito. Empresa quer ajudar no aumento da competitividade do turismo local

A Altice vai ligar através de fibra ótica seis concelhos do maciço central da serra da Estrela, projeto esse que levará ao investimento de "vários milhões de euros", informa a empresa. Os concelhos escolhidos foram Seia, Covilhã, Manteigas, Gouveia, Fundão e Oliveira do Hospital. Esta aposta foi já valorizada por alguns autarcas daquela zona do país, como por exemplo o presidente da Câmara de Seia, Filipe Camelo: "Este é um investimento absolutamente histórico, porque vem dotar esta região de novas condições, que tornam este território ainda mais atrativo. Esta aposta, realizada num território de baixa densidade populacional, evidencia o sentido de responsabilidade e equilíbrio da Altice, lançando novos investimentos em função das necessidades do país e não exclusivamente assente em critérios de rentabilidade", salientou.

Também o seu homólogo de Gouveia, Luís Tadeu Marques, elogiou o investimento. "É fundamental para que territórios do interior possam começar a ter algum tratamento de igualdade em relação, neste caso, à qualidade e à rapidez das comunicações. É primordial atrair investimento para projetos a desenvolver em Gouveia, que criem postos de trabalho e que permitam fixar e atrair jovens para empreenderem no concelho, as telecomunicações e a qualidade e rapidez das mesmas são ferramentas essenciais para o sucesso dos seus investimentos", referiu.

A Altice - que na região tem também a funcionar call centers na Guarda, na Covilhã e em Castelo Branco - destaca a "captação de investimento privado e, a médio e longo prazo, a criação de emprego", com Alexandre Fonseca, presidente executivo, a referir que esta aposta servirá também para dotar esta região turística de maior "competitividade". "A serra da Estrela é um dos polos turísticos mais marcantes do nosso país, único local em Portugal continental onde neva regularmente, que conta com a visita de milhares de turistas. Por isso mesmo, a Altice Portugal faz questão de valorizar estes territórios dotando-os de fatores que contribuam para o aumento da sua competitividade."

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.