Altice arrisca multa até 2,3 mil milhões por apressar compra da PT

E-mail enviado a diretor da PT Portugal antes de OK de Bruxelas à compra poderá ditar multa até 10% das receitas anuais a nível global da Altice.

Michel Combes, então CEO da Altice, dizia, em maio do ano passado, ser "clarinho como a água" que a investigação de Bruxelas à compra da PT Portugal não iria dar problemas; agora, o grupo dono do Meo arrisca uma multa de até 2,3 mil milhões de euros. Bruxelas deverá mesmo multar a Altice com mão pesada por ter concluído a compra da operadora portuguesa antes de obter luz verde das autoridades de concorrência europeias. A Altice não comenta. Nem a Direção-Geral da Concorrência. "Não fazemos comentário sobre essa notícia: a nossa investigação ainda está a decorrer", adiantou fonte oficial ao DN/Dinheiro Vivo. A multa poderá chegar já na próxima semana, noticiou a Reuters.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos

Premium

DN Life

DN Life. «Não se trata o cancro ou as bactérias só com a mente. Eles estão a borrifar-se para o placebo»

O efeito placebo continua a gerar discussão entre a comunidade científica e médica. Um novo estudo sugere que há traços de personalidade mais suscetíveis de reagir com sucesso ao referido efeito. O reumatologista José António Pereira da Silva discorda da necessidade de definir personalidades favoráveis ao placebo e vai mais longe ao afirmar que "não há qualquer hipótese ética de usar o efeito placebo abertamente".