AIMI: casais sem tributação conjunta têm de fazer opção neste ano

Declaração tem de ser entregue até 31 de maio. Tributação em conjunto permite que imóveis até 1,2 milhões escapem ao AIMI

Os casais e unidos de facto que no ano passado não indicaram ao fisco que querem ser tributados em conjunto no adicional ao imposto municipal sobre os Imóveis (AIMI) vão ter de o fazer neste ano, através de uma declaração que tem de ser submetida pelo Portal das Finanças até ao dia 31 de maio. Sem esta indicação, a Autoridade Tributária e Aduaneira apenas lhes aplicará 600 mil euros de isenção e não 1,2 milhões de euros.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos