Aeroporto para drones? Sim, nas cidades do futuro

Em que tipo de cidade viveremos daqui a 10, 20 ou 50 anos?

Responder a esta pergunta pode ser difícil mas, com certeza que viveremos com estruturas e conceitos que ainda não existem: aeroportos para drones; quilómetros de tubos que podem vir a substituir os comboios com a chegada do HyperLoop, uma nova forma de transporte para passageiros; vegetais que irão crescer no 18º piso de quintas verticais; parques de atrações que parecem um universo infinito. São só um vislumbre do futuro que nos espera nas grandes cidades, avança o El País.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

Compreender Marques Mendes

Em Portugal, há recorrentemente espaço televisivo para políticos no activo comentarem notícias generalistas, uma especificidade no mundo desenvolvido. Trata-se de uma original mistura entre comentário político e espaço noticioso. Foquemos o caso mais saliente dos dias que correm para tentar perceber a razão dessa peculiaridade nacional. A conclusão é que ela não decorre da ignorância das audiências, da falta de especialistas sobre os temas comentados, ou da inexistência de jornalistas capazes. A principal razão é que este tipo de comentário serve acima de tudo uma forma de fazer política.