Administração do Público diz que "não interferiu em matéria editorial"

A administração do jornal Público defendeu hoje que "não interferiu em matéria editorial" ao demitir o diretor-adjunto Diogo Queiroz de Andrade

A administração do jornal Público defendeu hoje que “não interferiu em matéria editorial” ao demitir o diretor-adjunto Diogo Queiroz de Andrade, sublinhando que a demissão ocorreu sem a concordância do diretor, David Dinis, “mas não à sua revelia”.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos