16,7 milhões. Carro mais caro de sempre é da Bugatti e já tem comprador

La Voiture Noire custou 16,7 milhões de euros com impostos incluídos. Identidade do comprador não foi revelada

La Voiture Noire é o carro mais caro do mundo, só será produzido um único exemplar e já tem comprador. O anúncio foi feito pela Bugatti: 19 milhões de euros (12,5 M mais impostos) ou 16,7 milhões de euros (11 milhões mais impostos) foi quanto custou o mais recente modelo da marca, concebido para recordar o Bugatti Type 57 SC Atlantic da década de 1930. A identidade do comprador não foi divulgada.

O Type 57 SC Atlantic foi projetado por Jean Bugatti, filho do fundador da Bugatti, Ettore Bugatti, numa altura em que as carroçarias para a maioria dos carros de luxo eram criadas separadamente por fabricantes específicos e não pelas próprias marcas.

Jean Bugatti foi autor do projeto de alguns modelos marcantes para a marca fundada pelo pai. Apenas quatro desses automóveis foram produzidos e estão entre os mais valiosos do mundo, podendo valer mais de 50 milhões de dólares (44,2 milhões de euros), adianta a Hagerty Insurance, empresa especialista em definir os valores dos carros de coleção. Apenas três ainda deverão existir, sendo que o quarto terá desaparecido antes da invasão alemã à França durante a Segunda Guerra Mundial.

A Bugatti é conhecida por fabricar modelos altamente exclusivos e acessíveis a poucos bolsos O modelo básico da empresa, o Bugatti Chiron, custa cerca de três milhões de dólares (2,65 milhões de euros).

Exclusivos

Premium

Betinho

Betinho: "NBA? Havia campos que tinham baldes para os jogadores vomitarem"

Nasceu em Cabo Verde (a 2 de maio de 1985), país que deixou aos 16 anos para jogar basquetebol no Barreirense. O talento levou-o até bem perto da NBA, mas foi em Espanha, Andorra e Itália que fez carreira antes de regressar ao Benfica para "festejar no fim". Internacional português desde os Sub-20, disse adeus à seleção há apenas uns meses, para se concentrar na carreira. Tem 34 anos e quer jogar mais três ou quatro ao mais alto nível.