10 coisas que não deve comprar novas

Comprar usado é, muitas vezes, uma vantagem. Bons negócios com dinheiro a sobrar no bolso é uma premissa que todos querem.

Há compras que são a vitória de uma vida e há negócios que mais valia esquecer. Quando se está prestes a fazer um grande investimento é comum ser-se assaltado por dúvidas. São horas perdidas a comparar preços, marcas, locais a fazer contas à vida e aos trocos.

Casas

É um investimento que não deve ser feito. Casas novas são muito mais caras e rapidamente são ultrapassadas por construções mais recentes. É preferível comprar uma casa mais antiga que além de mais barata é provável que seja maior. Pode investir numas remodelações e fica como nova. E o seu bolso cheio.

Carros

Comprar novo não compensa. O preço desvaloriza rapidamente e vai na volta apetece-lhe mudar de carro. Há veículos em segunda mão em ótimo estado e que são grandes negócios. E assim poupa uns bons trocos.

Barcos/motas de água

Este tipo de "brinquedos grandes" proporcionam horas infinitas de alegria, principalmente em dias quentes. Mas não vale a pena investir em modelos novos. Pelos mesmos motivos que os carros: desvalorização rápida e investimento desnecessário.

Bicicletas

Há quem não viva sem elas mas, um modelo recente, pode atingir valores bem mais elevados que uma em segunda mão. Além de que é um objeto que rapidamente é passível de ser trocado. Mais vale não fazer um investimento demasiado alto.

Material de ginástica

Passadeiras, bicicletas e halteres são alguns dos exemplos. Se é fanático por desporto e prefere ter o seu próprio equipamento pense duas vezes antes de comprar. O material de desporto novo é muito mais caro e, em segunda mão, pode continuar em perfeitas condições e mais barato. Há vários sites na Internet com uma oferta quase infindável.

Jóias

São o sonho de muitas pessoas em alternativa à bijuteria mais barata. Mas um anel ou uns brincos de ouro, novos, podem limpar-lhe a conta bancária num ápice. Comprar jóias usadas é uma ótima ideia. Pode sempre levar a jóia a um especialista para verificar a sua fiabilidade e o seu valor, antes de a adquirir.

Músicas e filmes

São dos objetos mais vendidos e trocados na Internet. E são objetos que não perdem qualidade em segunda mão. Esta é uma forma também de poder ouvir e ver mais por menos.

Livros

À semelhança dos itens anteriores, e para os amantes da leitura, compensa comprar livros usados. Alfarrabistas, feiras de livros ou através de sites na Internet, várias são as opções.

Equipamento fotográfico

Se é amante de fotografia e se está a pensar em investir numa câmara fotográfica, cuidado. Uma câmara nova pode custar até quatro vezes mais do que uma usada. É claro que precisa de verificar as condições do aparelho mas, caso seja de confiança, avance.

Instrumentos musicais

Como quase todos os itens anteriores são caros. E é possível encontrar bons negócios em segunda mão.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).