Herdeiro da fortuna Fiat simulou o próprio rapto em Nova Iorque

Lapo Elkann, neto do fundador da marca automóvel italiana, pediu à família resgate de 10 mil dólares para garantir a sua segurança

Lapo Elkann, herdeiro e neto do fundador da marca automóvel italiana Fiat, foi preso nos EUA e acusado de simular o próprio rapto.

O empresário, de 39 anos, aproveitou a estadia em Nova Iorque para exigir à família um resgate de 10 mil dólares (cerca de 9.400 euros) que garantiria a sua segurança. Porém, os investigadores encontraram-no em segurança e desconfiaram ter agido daquela forma por ter ficado sem dinheiro na sequência do abuso de drogas e álcool.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG