Guerra comercial troca as voltas à Reserva Federal e ao BCE

Disputa entre EUA e China arrisca tirar 0,5% ao PIB mundial e complica a tarefa dos bancos centrais.

O plano era claro. Depois das medidas extraordinárias e dos juros mínimos para responder à crise financeira, era a hora dos bancos centrais começarem a retirar os apoios à economia. Mas a guerra comercial trocou as voltas à Reserva Federal dos EUA (Fed) e ao Banco Central Europeu (BCE).

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG