Governo quer aumentar licença parental dos homens para 20 dias úteis

Os patrões veem na medida uma redução dos horários laborais, que terá de ser compensada nos custos de contexto

O Governo quer aumentar a licença parental obrigatória para os homens para 20 dias úteis e vai levar essa proposta à mesa da concertação social ainda este mês. Os patrões veem na medida uma redução dos horários laborais, que terá de ser compensada nos custos de contexto (como o preço da eletricidade, as taxas municipais, entre outros).