Governo propõe salário mínimo de 557 euros para 2017

Executivo também quer reduzir um ponto percentual a Taxa Social Única para as empresas

O Governo apresentou hoje uma proposta de atualização do salário mínimo nacional (SMN) para os 557 euros, a partir de janeiro de 2017, a par da redução de um ponto percentual da Taxa Social Única (TSU) para as empresas.

A formalização desta atualização foi apresentada pelo executivo às confederações patronais e às estruturas sindicais, na reunião desta tarde em sede de Concertação Social destinada a discutir a matéria, mas que terminou sem consenso entre as partes e ainda sem a existência de um acordo.

Governo e parceiros sociais voltam a reunir-se na próxima quinta-feira, dia 22 de dezembro, na expectativa de um acordo.

O salário mínimo é atualmente de 530 euros.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG