Google e Facebook travam lucro de sites com notícias falsas

Novas regras surgem na sequência da proliferação de histórias falsas nas redes sociais durante a campanha para as eleições norte-americanas

A Google e o Facebook preparam-se para cortar os seus anúncios - a forma de rendimento mais comum de blogs e sites - sempre que detetarem notícias falsas numa das plataformas onde anunciam. A nova política que pode significar um rude golpe nos lucros desse tipo de sites foi anunciada na sequência da proliferação de histórias falsas sobre os candidatos às presidenciais norte-americanas no período eleitoral.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG