Fraude com cartões de crédito atinge clientes da Caixa

Milhares de clientes da CGD foram confrontados com movimentos estranhos, feitos nos últimos dias e oriundos do Brasil, com os seus cartões de crédito Visa

Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD) foram surpreendidos nos últimos dias com pagamentos que nunca fizeram com os seus cartões de crédito, apurou o DN/Dinheiro Vivo. Os movimentos estranhos e sem autorização feitos com cartões de crédito Visa são oriundos do Brasil.

Questionada pelo DN/Dinheiro Vivo, o banco estatal "confirma que foram identificados movimentos fraudulentos com cartões de crédito com origem no Brasil". Fonte oficial garante que "foram de imediato desencadeados procedimentos com vista a garantir a sua regularização, nomeadamente junto da rede internacional VISA, o que se encontra assegurado".

Esta fraude foi detetada nos últimos dias, com clientes a serem surpreendidos com pagamentos que nunca fizeram, oriundos do Brasil. A CGD recusou dar informação sobre o número de clientes afetados, bem como sobre os montantes envolvidos, mas fontes contactadas pelo DN/Dinheiro Vivo dizem tratar-se de milhares de pessoas.

Fonte oficial da CGD garante no entanto que "os interesses dos clientes não serão afetados por esta ocorrência".

O DN/Dinheiro Vivo tentou ainda contactar a Visa Portugal mas até ao fecho desta edição não foi possível obter qualquer resposta.

Nos últimos tempos têm surgido várias notícias nos meios de comunicação social brasileiros a dar conta de um novo método fraudulento. Os criminosos, identificando-se como empregados de uma instituição financeira, ligam para casa das vítimas a questionar se fizeram determinadas compras. A vítima não reconhece esses gastos e o suposto trabalhador do banco avisa então que o cartão de crédito foi clonado, pede para que este seja cortado ao meio - mas mantendo o chip intacto - e entregue imediatamente através de um estafeta. Com os dados em sua posse, os criminosos gastam avultadas quantias. A chamada oficial do banco surge mais tarde, mas desta vez alertando para a verdadeira utilização fraudulenta do cartão de crédito.

São vários os cuidados a ter com os cartões bancários para evitar este tipo de situações, e que vão desde a consulta de extratos ao uso das caixas multibanco, passando pelas precauções com as compras feitas online.

O titular de um cartão bancário deve confirmar com regularidade se os movimentos realizados com este cartão foram devidamente registados e se os valores estão corretos. Caso detete alguma anomalia, o titular do cartão deve contactar de imediato a instituição de crédito emitente. A instituição financeira pode cancelar o cartão para impedir que sejam feitas mais operações irregulares.

Na utilização em estabelecimentos comerciais, o cartão não deve ser passado em mais do que um equipamento. Só quando a máquina indicar que a primeira tentativa foi anulada ou mal-sucedida se deve permitir que a operação de pagamento seja repetida. Já no multibanco uma das formas mais simples de fraude é a colocação de uma câmara de filmar oculta, que regista os códigos de segurança digitados pelos utilizadores, ou a colocação de um dispositivo falso colocado na ranhura de entrada dos cartões. Nas compras online, o cliente deve ter a certeza de que a página de internet em causa reúne as medidas de segurança necessárias e que o computador está devidamente protegido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG