Fraca evolução económica reduz investimentos

Expectativa, e alguma desconfiança quanto ao futuro, trava a aposta das empresas nacionais em novos investimentos

Depois de ter acelerado em 2014, o investimento global do tecido empresarial nacional voltou, em 2015, a perder fôlego. As principais razões apontadas pelo Banco de Portugal assentam na preocupação das empresas com as perspetivas de evolução da atividade económica.

Exclusivos