Estado francês chumba salário de Carlos Tavares no grupo PSA

Carlos Tavares praticamente duplicou o salário recebido entre 2014 e 2015, dos 2,75 para os 5,24 milhões de euros

O Estado francês está contra o salário de 5,24 milhões de euros recebidos em 2015 pelo líder da PSA, o português Carlos Tavares. Esta foi a decisão dos dois representantes estatais no conselho de administração do grupo automóvel francês, adianta esta segunda-feira o jornal local Les Échos.

Exclusivos