Empresas obrigadas a identificar detentores singulares de participações

As empresas têm novas regras de prevenção ao branqueamento de capitais e combate ao financiamento de terrorismo.

As empresas têm de passar a identificar as pessoas singulares que são efetivamente os detentores de participações sociais e manter atualizado o registo com a identificação de quem tem o controlo das sociedades.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG