Dois portugueses lançam "LinkedIn para influenciadores"

Link é uma rede social para criadores de conteúdos digitais. A ideia nasceu nos Estados Unidos e já está em fase beta para pessoas selecionadas.

Dois portugueses estão a lançar, nos Estados Unidos, uma rede social para os criadores de conteúdos digitais. Francisco Lopes e Francisco Schmidberger são os fundadores desta espécie de "LinkedIn para influenciadores". Esta plataforma tem estado a ser discretamente desenvolvida desde o ano passado e está a começar a ser disponibilizada para pessoas selecionadas desde o final de janeiro. O lançamento desta aplicação para smartphones está marcado para meados de 2020.

"Quem cria estes conteúdos não tem grandes orçamentos. Os influenciadores fazem tudo por eles próprios. Ao entrarem em contacto uns com os outros, podem criar sinergias. Um comediante pode juntar-se a um mágico, por exemplo. Além de poderem gerar novas ideias, se as pessoas estiverem juntas num vídeo conseguem gerar maior alcance sem gastar dinheiro. É a forma de crescimento mais orgânica nas redes sociais", explica Francisco Lopes, 27 anos, ao DN/Dinheiro Vivo.

Além de a Link permitir parcerias entre estes criadores de conteúdos, as marcas também vão poder juntar-se à plataforma e poderão patrocinar os influenciadores. Só nos Estados Unidos, este mercado já vale cinco mil milhões de dólares (4,6 mil milhões de euros), "dez vezes mais do que há apenas três anos", destaca o fazedor português.

"As redes sociais, hoje em dia, já não servem apenas para conectar as pessoas. Passaram a ser um lugar para consumir conteúdo. Graças a isso, os jovens da "geração Z" (nascidos entre 1995 e 2012) chegam a consumir 68 pequenos vídeos (com poucos segundos) por dia nestas plataformas."

Francisco Lopes está em Los Angeles, nos Estados Unidos, há vários meses para criar esta plataforma. Graças ao primeiro investimento em pre-seed, de vários business angels, a Link já conta com uma equipa de nove pessoas, entre programadores e designers.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG