Défice. Sem medidas extra, Governo podia violar meta da Europa

Sem medidas extraordinárias, onde se inclui a receita do perdão fiscal, défice poderá ter ficado "entre 2,4% e 2,8% do PIB", diz a UTAO.

Sem medidas extraordinárias e irrepetíveis, sobretudo as do lado da receita, como o perdão fiscal do ano passado, o Governo podia ter violado a meta do défice público imposta pelo Conselho da União Europeia (UE) em agosto de 2016.

Exclusivos