Covid-19. Lidl atribui prémio de cerca de 40% do salário bruto a colaboradores

Prémio atribuído aos colaboradores em lojas e entrepostos do Lidl será pago no mês de abril, adianta fonte oficial ao Dinheiro Vivo.

O Lidl atribui um prémio aos colaboradores em lojas e entrepostos comerciais de cerca de 40% do salário bruto, uma compensação monetária pelo esforço acrescido das equipas na sequência da corrida aos supermercados provocada pelo surto do Covid-19. O prémio irá ser pago em abril. Em Portugal a cadeia tem cerca de 6800 colaboradores distribuídos por mais de 255 lojas e quatro entrepostos.

"Conscientes desta fase atípica e do esforço acrescido por parte dos nossos colaboradores, o Lidl ofereceu um "agradecimento monetário" a todos os que nos ajudaram a enfrentar os desafios colocados por este novo contexto, com exceção dos cargos de direção", refere fonte oficial da cadeia ao Dinheiro Vivo, sem adiantar o montante do valor atribuído.

"Adicionalmente, para os colaboradores da operação (lojas e entrepostos), independentemente da sua carga horária, a empresa oferece ainda um valor adicional pela sua dedicação e esforço no mês de março. Este pode corresponder a um acréscimo de quase 40% do salário bruto", refere a mesma fonte.

O prémio será pago no mês de abril.

O Lidl não foi a única cadeia a avançar com prémios para compensar os trabalhadores pelo esforço acrescido nesta fase de pandemia. Mercadona e Auchan avançaram com prémios de 20% do salário bruto e total, respetivamente, tendo ainda o Dia distribuído 1,3 milhões de euros pelos colaboradores (cerca de 250 euros), bem com o Continente que atribuiu um prémio de 20% do salário base.

O grupo Jerónimo Martins, dono do Pingo Doce, atribuiu igualmente um prémio de 500 euros aos colaboradores, mas o mesmo é referente ao desempenho do grupo em 2019 - ano em que a Jerónimo Martins lucrou 433 milhões de euros - tendo havido este ano um aumento de 5% face ao ano anterior no montante atribuído. Um total de 10 milhões será distribuído por 21 mil funcionários do grupo em Portugal.

Dinheiro Vivo, a sua marca de economia

Acompanhe aqui todos os desenvolvimentos do surto.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG