Construção vai receber 700 milhões de euros nos próximos anos

Novo quadro comunitário permitiu fazer pagamentos de 450 milhões às empresas em 2016. Este ano, está a pagar, em média, 78 milhões por mês

Das candidaturas já aprovadas ao Portugal 2020, mais de 1100 são projetos empresariais da construção civil e que representam mais de 700 milhões de euros de investimento, um valor que "irá certamente contribuir para a retoma do setor", acredita o ministro do Planeamento e das Infraestruturas. Pedro Marques, que esteve ontem, no Porto, na sede da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN) para debater o papel do setor na promoção do investimento e na dinamização da economia, destacou os mais de cinco mil milhões de euros que o governo pretende investir nos transportes, reforçando a "conectividade nacional e internacional" e as "várias centenas de milhões" que serão aplicados no setor aeroportuário, designadamente com a construção do novo aeroporto de Lisboa e com a expansão dos de Porto e Faro. E não esqueceu a reabilitação urbana que, nos próximos anos, receberá investimentos superiores a cinco mil milhões, 70% dos quais aplicados por privados.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG