O que está a provocar o tsunami nas bolsas?

Nova convulsão nos mercados asiáticos, que conseguiram sobreviver apenas durante meia hora. Analistas e economistas explicam as causas do cataclismo

Meia hora. Este foi o tempo de vida das bolsas chinesas na sessão desta quinta-feira, a mais curta nos seus 25 anos de história. Os receios investidores quanto ao abrandamento da segunda maior economia mundial e a desvalorização do yuan provocaram uma nova onda de pressão vendedora que ditou tombos superiores a 7% dos mercados asiáticos. Resultado? As autoridades chinesas interromperam a negociação, pela segunda vez esta semana, e as bolsas do gigante asiático só voltam a abrir amanhã.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG