CGD também adere ao "perdão fiscal" e poupa 21 milhões

Banco público faz o mesmo que a EDP, que também aderiu ao plano de redução de dívidas ao Estado e poupou cerca de 20 milhões de euros

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) também aderiu ao Plano Especial de Redução do Endividamento ao Estado (PERES), o chamado "perdão fiscal" e que foi lançado no final de 2016. O banco público pagou uma dívida fiscal de cerca de 34 milhões de euros e conseguiu poupar 21 milhões de euros em juros e custas.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG