CEO do Financial Times devolve parte do ordenado após críticas

Desde que entrou na empresa em 2006 o CEO do Financial Times teve um aumento salarial de 442%.

O CEO do jornal Financial Times, John Ridding, vai devolver parte do seu salário, após críticas internas ao valor auferido pelo responsável. Ao todo, vai devolver 2,5 milhões de libras (2,8 milhões de euros).

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG