Berardo foi financiado pela "estratégia de domínio da banca de Sócrates"

Ex-acionista do GES afirma em entrevista que também foi abordado para comprar ações do BCP, em troco de financiamento.

Patrick Monteiro de Barros, ex-acionista do Grupo Espírito Santo (GES), defende que Joe Berardo foi financiado para adquirir ações do BCP, numa estratégia de José Sócrates para dominar a banca. Em entrevista ao Jornal Económico, o empresário diz que o "sabe" porque também ele foi abordado na altura.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG