Berardo diz que não pediu condecorações e que perdê-las é um descanso

Conselhos das ordens abriu processo disciplinar na sexta-feira para decidir retirada de insígnias ao empresário.

José Berardo reage com indiferença à possibilidade de perda de ordens honoríficas que lhe foram atribuídas por conta do comportamento do empresário durante o testemunho na comissão de inquérito à gestão e recapitalização da Caixa Geral de Depósitos na Assembleia da República.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG