Amazon não pagou impostos sobre lucros de 11,2 mil milhões de dólares

Entre 2009 e 2018, a Amazon, empresa liderada por Jeffrey P. Bezos, pagou uma taxa de imposto federal de 3%, um valor muito por baixo da taxa de IRC de 35%, indicou uma análise do Institute for Taxation and Economic Policy, citada pelo The Washington Post.

A Amazon não pagou impostos sobre lucros de 11,2 mil milhões de dólares, ou seja, 99,2 mil milhões de euros, revelou uma análise do think tank Institute for Taxation ans Economic Policy (ITEP) citada pelo The Washington Post.

Entre 2009 e 2018, refere a mesma análise, a Amazon teve lucros de 26,5 mil milhões de dólares e pagou apenas um imposto federal de 3%, um valor muito por baixo da taxa de IRC de 35%.

Todos os anos, escreve o jornal que é também propriedade de Jeffrey P. Bezos, a Amazon beneficia, como outras empresas, de créditos fiscais, deduções e lacunas legais. A mais lucrativa foi uma isenção fiscal concedida em forma de opções de compra de ações. Assim, diz o The Washington Post, citando Matthew Gardner, do ITEP, a empresa conseguiu poupar mil milhões de dólares em 2018. Isso representaria quase metade do total de impostos cobrados sobre os lucros de 11,2 mil milhões da Amazon, sublinhou o mesmo responsável, a este jornal norte-americano.

Análises anteriores do ITEP mostraram que as empresas mais lucrativas, segundo a lista das 500 mais da Fortune, pagaram, em média, um imposto federal de 21,2%, ou seja, também por baixo da taxa de IRC de 35%. Gardner, do ITEP, afirma que tudo isto mostra um falhanço da política fiscal nos EUA. E insistiu: "Tudo indica que a Amazon está a usar as lacunas legais deixadas pelo Congresso."

A Amazon cancelou recentemente os planos para construir a sua segunda maior sede em Nova Iorque, depois da oposição feroz de ativistas locais, sindicatos e políticos em relação aos incentivos de três mil milhões de dólares que foram prometidos à empresa para facilitar o acordo.

"Em vez de se comprometer com mudanças profundas na comunidade em que se insere, a Amazon continua o seu esforço para enfrentar os governos que lhe fazem frente", declarou o senador de Nova Iorque Michael N. Gianaris, do Partido Democrata, sublinhando: "É tempo para um diálogo nacional sobre os perigos deste tipo de subsídios às empresas."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG