Airbus obteve primeira autorização para vender aviões comerciais ao Irão

No final de janeiro, o Irão e a Airbus assinaram um memorando de acordo com vista ao fornecimento de 118 aparelhos mas esta venda estava dependente da luz verde dos Estados Unidos

O grupo aeronáutico europeu Airbus anunciou esta quarta-feira que obteve uma primeira autorização dos Estados Unidos para a entrega de aviões comerciais de passageiros ao Irão, pré-condição para a conclusão de um contrato de fornecimento de 118 aparelhos.

"A Airbus pediu duas licenças e a primeira foi dada ontem à noite (terça-feira)", declarou um porta-voz do grupo à agência France Presse, acrescentando que o fabricante europeu estima que a segunda autorização será dada "nas próximas semanas".

No final de janeiro, o Irão e a Airbus assinaram um memorando de acordo com vista ao fornecimento de 118 aparelhos, um contrato orçado em 10 a 11 mil milhões de dólares (8,9 a 9,8 mil milhões de euros), mas esta venda estava dependente da luz verde dos Estados Unidos, uma vez que os aviões estão equipados com componentes norte-americanos.

Segundo o fabricante europeu, estas licenças dizem respeito a aviões de médio curso A320 e de longo curso A330.

Na sequência do acordo sobre o programa nuclear iraniano, concluído em julho de 2015 entre Teerão e as grandes potências ocidentais, parte das sanções económicas impostas ao Irão foram levantadas em janeiro deste ano. O Irão passou a poder exportar petróleo e aumentaram as trocas comerciais com a UE.

A Airbus sublinha que é o primeiro grupo a assinar um acordo com o Irão após o levantamento das sanções impostas pelos Estados Unidos, a União Europeia e as Nações Unidas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG