Air France prevê ter de cancelar 20% dos voos na segunda-feira

Greve convocada por sindicatos da tripulação de cabine só termina na terça-feira

A Air France anunciou hoje que terá de cancelar cerca de 20% dos voos agendados para segunda-feira, uma percentagem de cancelamentos semelhante à de hoje, devido à greve convocada por cinco sindicatos da tripulação de cabine.

A companhia aérea esclareceu, em comunicado, que a percentagem de trabalhadores em greve deverá ser de 32% na segunda-feira, um número inferior aos 41% que se espera que estejam hoje em protesto.

A Air France prevê que, apesar da greve que começou na quarta-feira e que termina na terça, sejam assegurados "mais de 95%" dos voos de longa distância previstos para segunda-feira, "mais de 80%" dos voos europeus com origem ou destino no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, e "mais de 80%" dos voos domésticos.

No entanto, a transportadora advertiu que não se pode excluir que "pontualmente", além destes cancelamentos programados, haja também "anulações e atrasos de última hora".

A Air France antecipa que possa ter de reduzir o número de passageiros em alguns aviões nos casos em que uma parte do pessoal de cabine desses voos tenha decidido aderir à greve.

A empresa confirmou que as anulações de hoje estão em linha com o que tinha antecipado, ou seja, 10% nas ligações intercontinentais, 20% no caso dos voos europeus com partida ou chegada do aeroporto parisiense Charles de Gaulle e também 20% nas ligações internas.

Desde o início da paralisação, na quarta-feira, a Air France deixou cair sete rotações de ida e volta por dia nas ligações de longo curso, tendo realizado, em média, 81 voos diários.

Nos percursos de curta e média distância, foram suprimidos 185 voos diários dos 580 programados.

Ao todo, e incluindo já o dia de hoje, cerca de 150 mil passageiros não conseguiram embarcar enquanto outros 600 mil realizaram as suas viagens.

No centro do conflito laboral que motivou a convocatória desta greve está a negociação do acordo de empresa, que determina as regras de trabalho, de remuneração e as promoções.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG