Zidane: "Bale não jogou com o Bayern porque ele não quis"

Treinador do Real Madrid respondeu ao agente do atacante galês, que o acusou de desrespeitar o jogador depois de o francês ter afirmado que "se Bale sair amanhã tanto melhor"

Zinedine Zidane falou pela segunda vez de Gareth Bale em cerca de 48 horas e voltou a não ser amigável para o avançado galês que no verão de 2013 custou cerca de 100 milhões de euros ao Real Madrid.

Depois de no domingo ter afirmado "se Bale sair amanhã tanto melhor" e de ter sido acusado pelo agente do britânico de ter desrespeitado o jogador, o treinador francês justificou a não utilização do futebolista no particular com o Bayern Munique na madrugada deste domingo em Houston, nos Estados Unidos, que terminou com vitória dos alemães por 3-1.

"Vou tentar ser muito claro sobre o Gareth. Primeiro, não faltei ao respeito a ninguém e muito menos a um jogador. Sempre disse o mesmo: o mais importante são os futebolistas. Segundo, eu disse que o clube estava a tratar da saída dele. Ponto. E terceiro, no outro dia o Gareth não se vestiu [para jogar] porque ele não quis", afirmou Zidane em conferência de imprensa, em resposta a Jonathan Barnett, empresário do galês.

"Ele não queria. Nada mais. Dizia que o clube estava a tratar da saída dele e não se mudou por isso, só por isso", acrescentou o técnico merengue.

Entretanto, a transferência de Bale para o futebol chinês não conheceu desenvolvimentos nas últimas horas, bem pelo contrário, muito por culpa dos 15 milhões de euros líquidos que o extremo recebe em Espanha. Por isso, o antigo jogador do Tottenham até poderá ir a jogo diante do Arsenal, ma madrugada desta quinta-feira (0.05 de Lisboa). "Tem treinado com normalidade, veremos o que se vai passar. Tenho de respeitar os jogadores. Bale está connosco e fará o mesmo que os outros", afirmou Zidane, que guiou o Real Madrid a três conquistas consecutivas da Liga dos Campeões, em 2015-16, 2016-17 e 2017-18.

Na madrugada de domingo, o técnico gaulês de 47 anos lançou uma autêntica bomba ao sugerir a saída de Bale. "Se Bale sair amanhã tanto melhor. Não é nada pessoal. Não tenho nada contra ele, mas tenho de tomar decisões. Chega a um momento em que é preciso mudanças e a saída será boa para todos. É uma decisão do treinador e também do jogador, que conhece a situação", referiu.

Logo a seguir, o empresário ripostou, em conversa com a AFP: "O Zidane é uma vergonha, não mostrou respeito por tudo o que o Bale fez pelo Real Madrid. É um desgraçado por falar assim sobre alguém que fez tanto pelo Real Madrid. Se vai sair? Estamos a trabalhar nisso."

Bale, de 30 anos, foi contratado em 2013 pelo Real Madrid ao Tottenham, por 100 milhões de euros, tendo um vínculo válido com o clube espanhol até junho de 2022. A saída do jogador é há muito noticiada, mas Bale foi acabando sempre por ficar no clube. Agora parece que desta vez é para valer, surgindo um regresso a Inglaterra (Tottenham ou Manchester United) ou uma incursão no futebol chinês (Jiangsu Suning) como potenciais destinos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG