Vieira promete "intransigência" com quem tentou "denegrir" o Benfica

Presidente do Benfica considera condenação do Futebol Clube do Porto no caso dos e-mails "exemplar" e promete "ação vigorosa nos locais próprios" contra quem considera ter montado uma campanha contra o clube

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, abordou esta noite a condenação do Futebol Clube do Porto e de vários funcionários do clube no chamado caso dos emails - a qual considerou "exemplar" - , prometendo que o clube da Luz será "intransigente" para com aqueles que considerou terem montado uma estratégia destinada a destruir a sua imagem.

"Sobre tudo aquilo que vivemos nestes últimos dois anos, quero deixar uma garantia. Pelo Benfica, seremos intransigentes na nossa defesa e em responsabilizar todos aqueles que, de forma consciente, procuraram denegrir a nossa dignidade", disse Luís Filipe Vieira, durante uma assembleia geral destinada a aprovar orçamentos e o plano de atividades relativos a 2019/20.

Ressalvando estar ainda "em investigação todo o processo do roubo", o presidente do Benfica sublinhou que, com a decisão conhecida nesta sexta-feira, foi já "dada como provada, mais uma vez, a existência de uma divulgação ilícita, mas também a manipulação e deturpação do conteúdo dos emails"

"Hoje já ninguém duvida de que fomos vítimas de vários crimes de enorme gravidade. O tempo é agora da justiça. De moderação nas palavras e de ação vigorosa nos locais próprios. Onde, estou certo, tal como hoje se verificou, vamos conseguir fazer prevalecer a verdade. No final, garanto, continuaremos orgulhosos da nossa história e dos nossos valores", completou.

Ambição europeia renovada

Na sua intervenção, o presidente do Benfica exultou também com a reconquista do título nacional de futebol, elogiando o treinador Bruno Lage e a estratégia de apostar em jogadores da formação, a qual prometeu manter. Vieira prometeu ainda que o clube só deixará sair os melhores jogadores do plantel pelo valor das respetivas cláusulas, voltando a assumir a ambição de estabilizar uma equipa capaz de conquistar títulos internacionais. "Queremos juntar uma nova exigência de ambição em termos de competições europeias", garantiu

A "independência financeira" do clube, a recuperação do património e o ecletismo das modalidades - das modalidades de pavilhão ao projeto olímpico - foram outros temas abordados por Vieira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG