Título, Europa e descidas. Tudo o que precisa de saber sobre a I Liga 2018-19

Benfica direto na fase de grupos Liga dos Campeões, FC Porto a duas eliminatórias dos milhões e Sporting e duo minhoto na Liga Europa. Desp. Chaves, Nacional e Feirense regressam à II Liga

Caiu o pano a 85.ª edição do campeonato português, que coroou o Benfica como campeão nacional pela 37.ª vez, depois de um luta acesa com o FC Porto que durou até à última jornada. Foram apenas dois pontos o que separou águias e dragões, mas fizeram toda a diferença para o desfecho do título e para o arranque da próxima época.

Enquanto os encarnados entram diretamente na fase de grupos na Liga dos Campeões (ainda por saber se no pote 2 ou 3), que começa a 17 de setembro, os azuis e brancos terão de passar pela terceira pré-eliminatória e pelo playoff, o que os poderá obrigará a iniciar os trabalhos mais cedo, pois o primeiro jogo europeu será a 6 ou 7 de agosto, dias antes do arranque da I Liga.

Pela terceira época consecutiva, o terceiro classificado é o Sporting, que fez 74 pontos, menos quatro do que na época passada. Os leões vão entrar diretamente na fase de grupos da Liga Europa e, até ver, são das equipas mais cotadas, o que poderá significar o estatuto de cabeça de série. Essa fase da prova arranca a 19 de setembro.

Também na segunda competição continental vão participar os minhotos Sp. Braga e V. Guimarães. Os bracarenses finalizaram em quarto lugar pela segunda época consecutiva e pela quarta vez nas últimas cinco temporadas, entrando na Liga Europa na terceira pré-eliminatória, a 8 de agosto. Mais cedo arrancam os vimaranenses, que concluíram o campeonato em quinto, após vencer o vizinho Moreirense na última jornada e carimbar o apuramento para a segunda ronda de qualificação, que arranca a 25 de julho.

Se o Moreirense obteve a melhor classificação da sua história (6.º), o Rio Ave desceu dois lugares, terminando em sétimo, seguido do Boavista, que manteve a oitava posição da época anterior. Logo a seguir surge o Belenenses SAD, que jogou toda a época em casa emprestada, no Jamor. O Santa Clara fecha o top 10, obtendo a melhor classificação de sempre na I Liga.

Daí para baixo, todas as equipas fizeram menos de 40 pontos. Portimonense (39), Marítimo (39), Vitória de Setúbal (36) e Desportivo das Aves (36) asseguraram a permanência antes da última jornada, deixando que Tondela e Desp. Chaves disputassem uma finalíssima na derradeira ronda. Acabaram por ser os flavienses a descer de divisão, após três temporadas no primeiro escalão.

Também de regresso à II Liga estão Nacional, após uma época na elite, e Feirense, que estava entre os grandes desde 2016/17.

Em sentido contrário, Paços de Ferreira (campeão da II Liga), Famalicão (segundo no segundo escalão) e Gil Vicente (em virtude do desfecho do Caso Mateus) voltam ao patamar maior do futebol português.

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.