FC Porto bate Aves (3-1) e conquista 21.ª Supertaça

Dragões estiveram a perder frente à equipa de José Mota, mas deram a volta ao resultado e conquistaram o troféu cinco anos depois

O FC Porto conquistou este sábado, em Aveiro, a 21.ª Supertaça Cândido de Oliveira do seu palmarés, na 40.ª edição da prova, ao bater o Desportivo das Aves por 3-1.

Os dragões entraram melhor, a jogar no meio-campo adversário, mas viram-se em desvantagem logo aos 14 minutos, através de um remate de fora da área do médio Falcão, assistido... pelo árbitro Luís Godinho, que levou a bola ao fundo das redes.

No entanto, os portistas não acusaram o golo sofrido e conseguiram chegar ao empate ainda antes da meia hora, por Brahimi (25'), depois de uma boa combinação com Aboubakar. O argelino foi assim o autor do primeiro remate certeiro da época dos azuis e brancos, mas acabou por ser substituído pouco depois, devido a lesão.

A primeira parte foi equilibrada e esse registo manteve-se no segundo tempo, mas foi desfeito aos 67 minutos quando um disparo de Maxi Pereira, a passe de Corona, fez a bola passar por entre as pernas do guarda-redes francês Beunardeau, numa fase do encontro em que Sérgio Conceição já tinha sido expulso do banco do FC Porto.

Mesmo sem o seu técnico a dar indicações junto ao relvado, o campeão nacional sentenciou a vitória por Corona, através de um remate colocado de fora da área (84'). E já com o resultado em 3-1, Soares lesionou-se e deixou a equipa portista reduzida a apenas dez unidades durante os derradeiros minutos.

Cinco anos depois de ter vencido a Supertaça pela última vez, então com uma vitória por 3-0 sobre o Vitória de Guimarães, o emblema da Invicta voltou a erguer o troféu.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG