Sérgio Conceição confirma Varzim sem Pepe e Nakajima

Treinador do FC Porto abordou o duelo com o Varzim (terça-feira, às 18.00) para a Taça de Portugal. Corona cumpre um jogo de castigo.

Sérgio Conceição confirmou esta segunda-feira a ausência de Pepe e Nakajima do jogo da Taça de Portugal com o Varzim, na terça-feira, às 18.00. Corona também é baixa, mas por castigo, já que foi expulso no jogo com o Moreirense na sexta-feira.

"É um jogo a eliminar, cada jogo tem a sua história. Não há tempo para recuperar, é passar ou passar, nem pensamos noutra situação. O Nakajima, infelizmente, está fora por incapacidade física. Vimos uma situação de lesão nada bonita de se ver. Tem um hematoma muito grande na perna. Todos os outros, à exceção do Pepe e do Corona, estão disponíveis. Olhamos para esses e preparámos o jogo com o intuito de ganhar", defendeu o treinador do FC Porto.

Questionado sobre se o FC Porto é favorito, o técnico respondeu assim: "Nas provas internas todas as equipas têm tudo a ganhar e nada a perder connosco. Teoricamente não têm a mesma força e o mesmo historial do FC Porto. Temos de olhar para o jogo com grande respeito, ver os pontos fortes do Varzim. Talvez venham com uma linha ainda mais baixa do que é normal fazerem as equipas contra nós no campeonato. Cabe-nos assumir as despesas do jogo para que o Varzim não nos surpreenda (...) O Varzim é uma equipa incómoda, que não iniciou bem o campeonato, mas, que nos últimos meses, não perdeu fora. É uma equipa talhada para jogar mais contida e explorar os contra-ataques."

Quanto ao objetivo dos dragões, é claro e passa pela passagem à próxima eliminatória. "Vamos olhar para o jogo de forma isolada, sem pensar no jogo do campeonato que vem a seguir (Sp. Braga). Vamos pensar no queremos do jogo, que é um jogo a eliminar. Cada jogo tem a sua história e não há tempo a recuperar. É passar ou passar, não pensamos noutra situação", avisou o técnico.

Sérgio Conceição espera naturalmente um Varzim mais fechado, à espreita dos contra-ataques no Estádio do Dragão: «Nas provas internas, à exceção de meia dúzia de jogos, todas as equipas jogam contra nós com tudo a ganhar e nada a perder. Teremos pela frente uma equipa se calhar um bocadinho ainda mais baixa naquilo que são as suas linhas. Cabe-nos assumir a despesa do jogo e estar sempre de forma equilibrada para não sermos surpreendidos. Estes jogos da Taça têm sempre um ambiente diferente e é preciso ser cauteloso.»

Sérgio Conceição garante que não vai voltar a revelar antecipadamente os nomes de jogadores titulares, como fez com Mbemba e Diogo Leite no lançamento do jogo com o Moreirense. "Fiz recentemente uma analogia com a Fórmula 1, em que normalmente é preciso fazer ajustes, dependendo do momento dos jogos e do adversário. Dei o mau exemplo na última semana ao dizer a dupla de centrais e agora estão à espera que eu solte mais alguma coisa mas não. Talvez em 2030 eu o faça outra vez. Não serve de exemplo", explicou o técnico, antes de dizer que mantém a confiança em Mbemba e Diogo Leite, que formaram a dupla de centrais na vitória frente ao Moreirense mas não escaparam a algumas críticas.

Por fim, Sérgio Conceição assumiu que tem "um plantel equilibrado naquilo que são as soluções para as diversas posições": "É o ano em que fico mais satisfeito nesse sentido, já o disse algumas vezes." Mas isso não quer dizer que não se vá reforçar este mercado de inverno.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG