Rui Gomes da Silva crítico com possibilidade de regresso de Jorge Jesus

Antigo dirigente do Benfica preocupado com notícias sobre alegado regresso de Jesus à Luz, deixa ataques ao treinador e ao presidente Luís Filipe Vieira.

Rui Gomes da Silva, ex-dirigente do Benfica, mostrou-se bastante crítico com as notícias que dão conta de um possível regresso de Jorge Jesus ao Benfica. Num longo texto publicado no blogue 'Novo Geração Benfica', o antigo dirigente lembra a forma como o treinador deixou o Benfica e deixa também ataques ao presidente Luís Filipe Vieira.

"Já não falo no caráter de quem vem, que, depois de dizer o que disse do Benfica quando era treinador do Sporting, aceita 'dar o dito por não dito' para poder voltar! Falo de quem, no Benfica, justificou como justificou a sua saída! Um vem e não tem vergonha de vir! O outro quer que ele venha e esquece, até, as insinuações de corrupção na forma como ganhámos os títulos que ganhámos com ele cá!. Virá, então, talvez em janeiro, com a desculpa de não irmos à frente no campeonato e de não termos sido apurados para os 1/8 de final da Liga dos Campeões. Se ganhar... será a aposta de quem sempre o quis ... mesmo quando o mandou embora! Se perder ... a culpa será sempre de Rui Vitória e ... 'para o ano é que é'!", escreveu Rui Gomes da Silva.

"Não será preciso explicar mas todos - exceto quem manda no Benfica - perceberam que o mundo mudou. E, não sendo possível fazer voltar o que já não tem volta possível fazem voltar quem, não tendo vergonha na cara, acha possível voltar depois de ter feito tudo, até o impossível, para não regressar! O mundo mudou e voltar ao passado não é o melhor caminho para fazer parte do novo futebol europeu que está mesmo a chegar! Até por isso, e como se não bastassem as outras razões todas, a escolha é muito infeliz. E porque é que o Presidente do Benfica quer, outra vez, JJ??? Para poder mandar como mandava porque não percebeu que para quem convém que o tempo não passe o tempo voa sempre demais!!! Grande Benfica que aguenta tudo!!!", concluiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG