Rawle Alkins. FC Porto contrata basquetebolista que já jogou na NBA

Base-Estremo ex-Chicago Bulls assinou pelo FC Porto. Já esteve envolvido numa polémica que meteu o FBI...

O FC Porto anunciou a contratação de Rawle Alkins, que na temporada passada jogou 10 jogos na NBA, ao serviço dos Chicago Bulls. Tem 22 anos, é base e extremo (102 kg distribuídos por 1, 96 metros) e assinou pelos dragões até final da época.

Rawle Alkins nasceu em 29 de outubro de 1997, em Brooklyn, Nova Iorque. Filho de mãe solteira, fez os primeiros afundanços num colégio católico em Queens. Passados três anos mudou-se para Raleigh, Carolina do Norte, onde fez o primeiro ano como sénior, na Word of God Christian Academy e com números bastante interessantes: Uma média de 25 pontos e sete ressaltos por jogo.

Antes de chegar à melhor liga de basquetebol do mundo, Alkins brilhou nos Arizona Wildcats, equipa da Universidade do Arizona. Em 2016 foi um dos destaques do ano para a ESPN, só atrás de Josh Jackson, Jayson Tatum, Miles Bridges e Jonathan Isaac. A NBA parecia estar escrita no seu destino, mas as más notas quase atrapalhavam o sonho.

Durante o tempo em que jogou na Universidade do Arizona viu-se envolvido numa polémica com a compra de notas académicas para poder continuar a jogar basquetebol. O caso chegou a ser investigado pelo FBI, que gravou um ex-assistente da universidade, Emanuel "Book" Richardson, a contar a agentes disfarçados que pagou 40 mil dólares (36, 7 mil euros) a um "treinador do ensino médio" para ajudar a garantir a elegibilidade académica de Rawle Alkins Foi dessa forma que o basquetebolista, que não foi implicado no caso, pode ser elegível como caloiro do Arizona em 2016-17.

Alkins jogou duas temporadas no Arizona antes de entrar no draft da NBA de 2018. Não foi escolhido e assinou com os Toronto Raptors para a equipa da liga de verão. O desempenho na equipa canadiana justificou a contratação por parte dos Chicago Bulls. O acordo com a ex-equipa de Jordan permitia-lhe dividir o seu tempo entre os Bulls (NBA) e os Windy City Bulls, a filial da franquia na NBA G League.

Alkins estreou-se na NBA em 17 de dezembro de 2018, jogando três minutos com um ressalto e duas assistências na derrota por 121-96 p com os Oklahoma City Thunder. Depois ainda fez mais nove jogos na maior liga de basquetebol do Mundo até ficar livre. Este ano não foi escolhido e resolveu agora tentar a sorte fora dos EUA... com o objetivo de voltar.

"Sei que temos uma boa equipa, com bons jogadores que têm muita fome de ganhar. Também temos o Moncho López, que é um grande treinador. Estou muito entusiasmado por voltar a jogar e por fazer farte desta organização. Já vi um jogo e a equipa mostrou que não é egoísta e que joga duro. Estou ansioso por me juntar a eles dentro do campo. Quero muito poder ajudar a equipa em tudo o que for preciso e, quem sabe, regressar à NBA", disse o norte-americano ao site do FC Porto.

Já o treinador do FC Porto, Moncho López explicou a necessidade da contratação: "Estava a acabar o prazo para se poder substituir jogadores e, desde há uma semana, estávamos a ponderar reforçarmo-nos numa posição em que estávamos a ter muitos problemas. Primeiro foi a lesão do Max Landis, que o impede de jogar o resto da época. Depois, o Will Sheehey, só participou em quatro de nove jogos desde que chegou. Pensámos que, dadas as circunstâncias e a experiência da época passada, seria bom trazermos um jogador para a posição 2, um extremo que nos permitisse ter um plantel mais completo para a parte final da temporada. Vamos estar em duas decisões importantes como são a Taça de Portugal e o campeonato."

O FC Porto ocupa o terceiro lugar do campeonato, com 37 pontos, a um do Benfica, segundo classificado, e a dois do líder Sporting.

Veja como joga

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG