Portuguesas fora do pódio no triplo salto com a mesma marca

Num resultado absolutamente invulgar, tanto Patrícia Mamona como Susana Costa acabaram a final deste domingo com o mesmo resultado de 14, 43 metros, a apenas um centímetro do recorde nacional.

Patrícia Mamona (4ª) e Susana Costa (5ª) ficaram fora do pódio na final do triplo salto feminino nos europeus de pista coberta, que decorrem em Glasgow. Ainda assim, as duas atletas portuguesas fizeram este domingo uma boa prova, com um resultado absolutamente invulgar: acabaram ambas com a mesma marca de 14, 43 metros, a apenas um centímetro do recorde nacional.

Numa final que acabou por ser ganha pela espanhola Ana Peleteiro, com um recorde de Espanha e melhor marca europeia do ano (14,73 metros), Patrícia Mamona conseguiu o seu melhor registo logo no primeiro salto. Mas depois disso, a atleta de 30 anos do Sporting não conseguiu passar dos 14,43.

Depois de um primeiro salto nulo, Susana Costa, atleta de 34 anos da Academia Fernanda Ribeiro, alcançou na segunda tentativa a mesma marca de Patrícia Mamona, que na altura dava às atletas portuguesas a medalha de bronze. Desceram depois um lugar na tabela, mas os 14,43 metros deram a Susana Costa um recorde pessoal. Patrícia Mamona ficou em 4º lugar por ter conseguido um melhor segundo salto.

Acabaram por ficar fora do pódio depois de dois grandes saltos de Ana Peleteiro, que pulverizou os resultados das restantes competidoras, saltando mais 23 centímetros do que a atleta que ficou em segundo lugar - a grega Paraskeví Papahrístou, que saltou 14,50 metros. A ucraniana Olha Saladhuka, com 14,47, fechou o pódio.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG