Pizzi treina em casa, mas garante que tem "um grande ajudante"

O médio ofensivo revela que o Benfica deu "todas as condições" para poder continuar a treinar em casa, ao lado do filho mais velho

Luís Fernandes, mais conhecido como Pizzi, revelou esta quarta-feira como está a encarar a interrupção do campeonato, devido às medidas de prevenção da pandemia do covid-19. Numa entrevista à Rádio Comercial, o jogador do Benfica explicou que tem tido um grande apoio do filho mais velho para continuar a treinar. "Tenho estado a cumprir com o treino e tenho um grande ajudante que é o Afonso. Está sempre comigo e ainda faz a ginástica que a escola recomendou aos alunos", disse, em tom de brincadeira.

"Quando tudo começou, o Benfica deu-nos todas as condições para podermos treinar em casa, dentro do possível, claro. É muito diferente treinar em casa e treinar no Benfica", admitiu o internacional português.

Pizzi admitiu que a expressão "jogar em casa" tem agora um novo sentido. "Neste momento, essa expressão faz ainda mais sentido, pois estamos a jogar em casa com quem nos está mais próximo. É importante estarmos o mais resguardados possível, para evitarmos consequências mais drásticas", sublinhou. "Cá em casa, temos duas crianças, o Francisco e o Afonso e, até agora, tem sido tudo muito tranquilo, temos conseguido distraí-los. O Francisco vai fazer um ano e, como não vamos poder fazer uma festinha para todos, vamos celebrar nós, em família. Já o Afonso tem passado os dias a jogar à bola e eu vou acompanhando", revelou.

O médio encarnado admitiu ainda que está a viver algo que, quando está em competição, é complicado. "Na nossa profissão é muito difícil estar com eles ao fim de semana e durante as manhãs. O Afonso até já me disse: pai, agora já não vais treinar para o Benfica, podes treinar aqui comigo. O que é mau é aquilo que está a acontecer em Portugal e no mundo", disse.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG