Pinto da Costa suspenso por 90 dias recorre ao tribunal

Presidente do FC Porto alvo de castigo por parte do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol

Jorge Nuno Pinto da Costa foi suspenso por 90 dias e multado em 11.480 euros, anunciou esta terça-feira a Liga, em comunicado. O presidente do FC Porto vai recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD).

Em nota informativa publicada no site do clube, Jorge Nuno Pinto da Costa considera a decisão do CD "injusta e atentatória do direito à liberdade de expressão".

Em causa, segundo a deliberação da secção profissional do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, estão declarações proferidas na comunicação social por parte do presidente do FC Porto sobre a arbitragem, em que classificou os árbitros como "adversários que vestem de preto, andam com um apito na boca ou estão sentados em frente a ecrãs de televisão".

Na altura, essas declarações foram denunciadas pelo Conselho de Arbitragem e pela Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF).

Exclusivos